Conheça nossas experiências

Solo


Terra planeta, terra substrato de onde sai todo nosso alimento -- tudo começa na terra! De mitos originários, sobre seres de lama a quem era dado o sopro da vida, a artes milenares com tintas e cerâmicas, o ser humano sempre se curvou a seu berço e seu leito. Afinal, o material de nossos ossos, músculos, sangue e nervos é feito de minerais que vêm e que voltam pra terra.
É um exercício de imaginação, mas se existe vida acima dela é porque existe abaixo; tente descrever em uma frase o que é solo e descubra que a imensidão que temos à vista dos olhos também se avoluma sob nossos pés. Incontáveis formações, granulometrias e cores; lares para uma infinitude de seres, moléculas e processos, em constante conversa com a atmosfera e os corpos líquidos.
Ana Primavesi, expoente da agroecologia no Brasil, já contava que existe um ditado antigo que reza: "Solo sadio - Planta sadia - Homem sadio". Para termos corpo, mente, alma e coração saudáveis, precisamos nos nutrir de alimentos que vieram de um solo saudável, necessariamente. A partir dessa relação e frente a como a humanidade vem, no entanto, destruindo seu lar, Primavesi alerta: "Há somente duas alternativas: ou tratamos nossos solos com amor e carinho, recuperando-os e produzindo alimentos sadios, ou tentamos explorá-los ainda mais e pereceremos por causa da desertificação, da falta de água e dos tóxicos em alimentos, ar e água".
Só porque o chão não fala, não quer dizer que não podemos escutar que está vivo. Resgatemos nossa conexão mais terrena e honremos quem nos dá a vida. Reconectar-se com a terra é reconectar-se consigo mesmo. Cuidemos de todos os (micro) seres!